Há 20 dias o medo era faltar água. Agora, a expectativa é da barragem sangrar PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
01 de fevereiro de 2016
JANAÚBA (Fernando Lucas) -- Há cerca de 20 dias, o JORNAL DA SERRA GERAL estampava em sua capa, a preocupação da população e, principalmente dos irrigantes de Janaúba e Nova Porteirinha com a falta de água na barragem e a consequente paralisação da irrigação. Fato este que poderia acarretar em sérios danos à economia local e regional. Porém, tão logo a matéria foi divulgada, as chuvas começaram a cair na cidade e região, fazendo com que a barragem Bico da Pedra se recuperasse em pelo menos 5 metros o que, por enquanto, descarta qualquer possibilidade de parar a irrigação e as atividades agrícolas.
 
A preocupação se justificava devido à queda do nível da barragem no ano passado que acumulou perda de mais de 5 metros, deixando-a próxima de voltar ao volume morto.
 
Neste mês de janeiro, a chuva tem caído na cidade e em diversas outras da região,  praticamente todos os dias, inclusive na cabeçeira do Rio Goutuba, fazendo com que a água chegue na barragem. A elevação do nível ali tem sido de 50 a 60 centímetros por dia/noite, deixando todos aliviados.
 
Claro que não podemos nos acomodar, mas o cenário mudou e tem tudo para mudar ainda mais, pois existem previsões de chuvas até o final de março e início de abril.
 
Pagamento dos servidores de Janaúba será nesta quinta, dia 14 PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
13 de janeiro de 2016
JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Já tem data definida para o pagamento salarial do funcionalismo público municipal de Janaúba. Na noite desta terça-feira o secretário municipal de Administração, Fazenda e Recursos Humanos, José Maria da Silva, disse que o pagamento do salário aos funcionários será nesta quinta-feira, dia 14 de janeiro. “Estamos aguardando o repasse de alguns recursos, como ICMS, IPVA, uma vez que o dinheiro da primeira parcela do FPM foi insuficiente”, explicou José Maria.
 
O secretário disse que o dinheiro da folha salarial de dezembro já está assegurado e que nesta terça-feira foi feito o empenho da folha de pagamento. O secretário explicou que em função do pagamento salarial dos servidores do Estado ocorrer amanhã, quarta-feira, dia 13 (seria na sexta-feira, dia 8, mas o governo estadual anunciou o adiamento apenas no dia 2 deste mês), foi programado para quinta-feira, dia 14, a liberação do salário dos servidores da prefeitura. Os servidores tanto da prefeitura de Janaúba quanto do estado recebem na agência do Banco do Brasil.
 
Situação hídrica crítica pode paralisar irrigação já em março PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
11 de janeiro de 2016
JANAÚBA (Fernando Lucas) – Da Codevasf a reportagem do JORNAL DA SERRA GERAL ouviu que a irrigação pára em março. Já os irrigantes atestam terem ouvido do DIG que a paralisação, por falta de chuvas, se daria, em um primeiro momento em outubro. Agora já falam em agosto. E a dúvida paira no ar, junto com a  preocupação, que é constante. Com a chegada do final/início de ano, período chuvoso, sem um índice pluviométrico satisfatório, produtores rurais, principalmente os irrigantes de Nova Porteirinha estão apreensivos quanto ao racionamento de água para a irrigação e até mesmo a falta dela num futuro próximo.
 
Alguns destes irrigantes, inclusive, questionam o fato de as autoridades, e eles listam a Codevasf, Copasa, Distrito de Irrigação do Gorutuba (DIG) e prefeituras de Janaúba e Nova Porteirinha, nada fazerem para alertar a população quanto a necessidade de utilizar a água, racionalmente, para preservar o pouco que ainda se encontra na Barragem Bico da Pedra, onde 16 metros separam a atual lâmina de água da represa do transbordamento, fato que ocorreu pela última vez em fevereiro de 2007. E, para piorar a situação, o volume útil da barragem de Janaúba está apenas 2 metros acima do volume morto, nos menores níveis de sua história. Se a represa do Bico da Pedra chegar ao volume morto, a liberação de água para a irrigação nos projetos Gorutuba (margem direita) e Lagoa Grande (margem esquerda) do rio Gorutuba, após a barragem, será suspensa.
 
“Talvez este seja o período mais crítico em se tratando de falta de água para irrigação dos últimos anos”, diz o irrigante Paulo Caldas. Ele é um dos que contestam a falta de ações, tanto do DIG como do setor público visando minimizar esta crise e apontar caminhos para uma possível solução no futuro.
 
Atualmente a liberação de água para irrigação está condicionada a dois dias por semana e, assim mesmo racionada. Os irrigantes argumentam, ainda, a falta de consciência de alguns produtores que teimam em usufruir mais do que está programado. Quem diz isso é outro irrigante, o produtor rural Jerônimo Sartori, que, bastante emocionado e revoltado, disse estar tendo prejuízos enormes com a falta de água para cuidar das suas plantações de banana, que, com isso perdem qualidade e, consequentemente, preços no mercado. “Enquanto outros produtores, até vizinhos meus, atestam estarem irrigando normalmente e produzindo banana de qualidade”.
Segundo os dois, “se o perfil cultural dos produtores da região fosse outro, não teríamos este tipo de problema, pois todos saíriam ganhando”, atestam, sugerindo que alguns, inclusive, poderiam estar tendo privilégios. “O que não queremos acreditar”, dizem os dois, uníssonos.
 
Paulo Caldas, que, inclusive, já fez parte da direção do DIG, assim como Jerônimo Sartori, atesta que, no ano passado foi dito, de forma oficial pela entidade que, caso não houvesse uma recarga positiva de água na barragem, ou seja, se ela não recebesse um grande volume de chuvas, o prazo para manter a distribuição de água ao setor produtivo encerraria em outubro de 2016. Porém, como não ocorreu de a barragem receber esta água de agosto para cá, uma nova data foi determinada para o encerramento da distribuição de água para irrigação: Agosto de 2016.
 
“Porém, agora nos chega a notícia de que esta data foi remarcada para 15 de março próximo, ou seja, a menos de dois meses para uma provável paralisação do setor produtivo da região e consequente queda das receitas e prejuízos para todos os setores da economia local e regional”, atestam os irrigantes, preocupados e desanimados devido à, segundo eles, “omissão das autoridades competentes”.
 
O agravante é que, além da barragem não receber água, a pouca que lá se encontra está em processo de evaporação, “num volume nunca se visto antes”, argumentam os produtores.
O JORNAL DA SERRA GERAL obteve a informação, extra-oficial que uma grande empresa produtora de uvas na cidade estaria se preparando para demitir cerca de 100 funcionários, caso a situação não se reverta.

 
Pré-candidatos a prefeito de Janaúba mostram a “cara” no programa Serra Geral em Foco PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
11 de janeiro de 2016
JANAÚBA (por Fernando Lucas) – “Bombando”. Como diria a gíria atual dos jovens. Assim está o programa SERRA GERAL EM FOCO da TV Serra Geral, apresentado pelo jornalista Fernando Lucas, diretor deste JORNAL DA SERRA GERAL. O programa que está completando o seu primeiro mês no ar, trouxe à tona entrevistas com os pretensos pré-candidatos a prefeito de Janaúba e já ganhou gosto popular. Talvez pelo fato do programa fugir das perguntas comuns e infiltrar pelas perguntas polêmicas, aquelas que a população gostaria de fazer e ouvir suas respostas. Todas as quintas, 20h30 horas, com reprises aos sábados 13h30 e domingos, 22 horas, o SERRA GERAL EM FOCO vem conquistando seu espaço e dando a oportunidade dos pretensos candidatos se manifestarem e da população ouvir suas propostas e expectativas.
 
Dentre os já entrevistados, podemos pincelar algumas partes como por exemplo o caso do bancário Carlos Izaildon Mendes, que disse ter no aval e no apoio do ex-prefeito Ivonei Abade Brito um grande alicerce à sua possível candidatura a prefeito. Junte-se a isso o fato de ter no currículo cursos relacionados à administração pública e sua experiência como dirigente da Fundajan em de seus momentos mais críticos. Ele se diz pré-candidato a prefeito de Janaúba pelo PSDB, partido que preside em Janaúba, este ano. Izaildon deixou claro, no entanto, que é preciso se mudar a forma de fazer política, se atendo mais aos projetos que ao dinheiro empregado durante os pleitos.
 
Já o médico Handesron Miranda, PHS, aposta todas as suas fichas nos resultados das últimas eleições para deputado, onde obteve a casa dos quase 10 mil votos em Janaúba. Suas andanças pelos bairros do município, ouvindo os anseios da população também o favorecem, segundo ele mesmo diz. “Estou visitando as casas de Janaúba como forma de agradecimento pelos votos recebidos nas últimas eleições e estou podendo ver de perto as necessidades e anseios de cada um”, argumenta o médico. Ele vê Janaúba como cidade referência para uma região populosa e quer ver sua cidade nos trilhos do desenvolvimento.
 
Rodrigo Rodrigues, PMDB, atual vice-prefeito janaubense é outro pré-candidato a prefeito de Janaúba e que também conta com importantes “trunfos” nesta empreitada. Por ser filho de um dos maiores nomes da política janaubense, o ex-prefeito e ex-deputado Dimas Rodrigues, atual superintendente da Codevasf, é fator que soma à sua pretensão. Porém ele faz questão de frisar que é diferente do pai. “Claro que aprendi e aprendo muito com ele, mas tenho meu estilo próprio”, diz. Prova disso foram os 30 dias que ficou a frente da prefeitura, no final do ano passado, quando de uma licença do titular Yuji Yamada. Ele, segundo conta, tentou empregar um jeito novo de fazer política e administrar a coisa pública e acredita ter acertado.
 
“Pretendemos caminhar juntos. Mas sou mesmo pré-candidato”. Assim fala o ex-prefeito Zé Benedito sobre uma possível aliança com o PMDB numa disputa municipal este ano. Ele tem a seu favor fatos relevantes, como a vinda de uma Universidade Federal e cursos profissionalizantes para o município quando de sua gestão a frente da prefeitura janaubense. Também foi o prefeito que mais casas populares construiu na região. Zé Benedito acredita que o fato de os governos federal e estadual serem de seu partido, o ajudariam muito numa possível nova administração.
 
Entrevistado da última quinta-feira, dia 7, o jovem Rafael da Paz, supervisor Comercial da Best Pulp e presidente local do PMN (Partido da Mobilização Nacional) disse ser o candidato mais preparado para assumir a chefia do Executivo. Ele destacou as duas últimas candidaturas a vereador, onde obteve bons resultados nas urnas e os cursos que fez ao longo dos anos.
 
“Procurei me capacitar para assumir a prefeitura da minha cidade”, disse ele. Com uma história de vida baseada na superação, Rafael disse, ainda, durante a entrevista que tentará levar seu sobrenome para as ruas de Janaúba. “Vamos buscar a paz com programas voltados à prevenção em busca de solucionar os problemas de criminalidade na cidade”, disse ele.
 
Nas próximas semanas estarão sendo entrevistados mais pretensos candidatos a prefeito de Janaúba, casos do presidente do Sindicato Rural, Zé Aparecido; o ex-vereador Dodô e demais pretendes, que inclusive, pedimos para se manifestarem.
 
44ª SRE de Janaúba dá posse aos novos diretores escolares PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
11 de janeiro de 2016
JANAÚBA -- A 44ª Superintendência Regional de Ensino de Janaúba empossou, na última terça-feira, dia 5, os novos diretores das escolas estaduais que foram escolhidos por suas comunidades.
Emtre os presentes à solenidade, e compondo a mesa de honra: A superintendente Veraci de Sousa Jácome; a Assessora Pedagógica, Rosilene Aparecida Silva Alves; Assessora de Gabinete, Ana Paula Nogueira Rocha Borges; diretora de Pessoal, Margareth Leandra dos Santos Fernandes e a supervisora de Pessoal, Analice Oliveira de Souza.
 
A supervisora de Pessoal, Analice Oliveira de Souza apresentou uma mensagem de reflexão sobre as falhas e erros durante o percurso da vida e que postura deve-se tomar, fazendo um paralelo com os percalços futuros do cargo de direção, por meio de um poema chamado Aprendendo com as Quedas, de Letícia Thompson: “...Podemos unir em força na oração para ajudar alguém, mas só esse alguém pode decidir a ter fé, força e coragem para continuar essa maravilhosa jornada da vida.” 
 
Em oratória, a assessora de Gabinete, Ana Paula Nogueira Rocha Borges falou sobre as diretrizes a serem seguidas e algumas particularidades do cargo de direção, sanando algumas dúvidas dos presentes. Apresentou-se como intermediadora jurídica entre as escolas e a Secretaria Estadual de Ensino, uma das caraterísticas de sua função.
 
Já a superintendente, Veraci de Sousa Jácome, em nome do governador do Estado de Minas Gerais, Fernando Pimentel e da secretária de Estado da Educação, Macaé Evaristo, parabenizou os diretores e discursou sobre os objetivos e metas previstas para o mandato do cargo de direção. Enfatizou, qualificando e exemplificando as condições, em grau de excelência, nas quais as escolas devem permanecer. Em agradecimento disse estar muito feliz por todos que assumiram o cargo e que fazem parte da família SRE-Janaúba/MG.
 
Ao final do evento, os  diretores reconduzidos e os novos diretores assinaram a documentação de posse e exercício.

 
44ª SRE de Janaúba dá posse aos novos diretores escolares PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
11 de janeiro de 2016
JANAÚBA -- A 44ª Superintendência Regional de Ensino de Janaúba empossou, na última terça-feira, dia 5, os novos diretores das escolas estaduais que foram escolhidos por suas comunidades.
Emtre os presentes à solenidade, e compondo a mesa de honra: A superintendente Veraci de Sousa Jácome; a Assessora Pedagógica, Rosilene Aparecida Silva Alves; Assessora de Gabinete, Ana Paula Nogueira Rocha Borges; diretora de Pessoal, Margareth Leandra dos Santos Fernandes e a supervisora de Pessoal, Analice Oliveira de Souza.
 
A supervisora de Pessoal, Analice Oliveira de Souza apresentou uma mensagem de reflexão sobre as falhas e erros durante o percurso da vida e que postura deve-se tomar, fazendo um paralelo com os percalços futuros do cargo de direção, por meio de um poema chamado Aprendendo com as Quedas, de Letícia Thompson: “...Podemos unir em força na oração para ajudar alguém, mas só esse alguém pode decidir a ter fé, força e coragem para continuar essa maravilhosa jornada da vida.” 
 
Em oratória, a assessora de Gabinete, Ana Paula Nogueira Rocha Borges falou sobre as diretrizes a serem seguidas e algumas particularidades do cargo de direção, sanando algumas dúvidas dos presentes. Apresentou-se como intermediadora jurídica entre as escolas e a Secretaria Estadual de Ensino, uma das caraterísticas de sua função.
 
Já a superintendente, Veraci de Sousa Jácome, em nome do governador do Estado de Minas Gerais, Fernando Pimentel e da secretária de Estado da Educação, Macaé Evaristo, parabenizou os diretores e discursou sobre os objetivos e metas previstas para o mandato do cargo de direção. Enfatizou, qualificando e exemplificando as condições, em grau de excelência, nas quais as escolas devem permanecer. Em agradecimento disse estar muito feliz por todos que assumiram o cargo e que fazem parte da família SRE-Janaúba/MG.
 
Ao final do evento, os  diretores reconduzidos e os novos diretores assinaram a documentação de posse e exercício.

 
Secretaria Estadual de Saúde confirma morte por Dengue em Janaúba PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
05 de janeiro de 2016
Após uma breve pausa de recesso neste final de ano, o site do JORNAL DA SERRA GERAL está de volta, com matérias atualizadas diariamente ou em tempo real, quando algum fato relevante acontecer. FELIZ 2016 a todos 
 
JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) divulgou o boletim epidemiológico no qual consta o registro de um óbito por Dengue no município de Janaúba, único caso no Norte de Minas, em 2015. Os dados apontam o crescimento de 31,37% no falecimento através da Dengue no Estado nos dois últimos anos. O caso do município janaubense foi em maio e confirmado agora, sete meses depois.
 
Uma professora de 43 anos contraiu a doença e veio a óbito no dia 27 de maio. Ela lecionava na cidade vizinha de Nova Porteirinha e morava no bairro Esplanada, em Janaúba, distante menos de dois quilômetros da cidade onde trabalhava. No levantamento da SES não aponta o provável local onde a professora tenha sido picada pelo mosquito Aedes Aegypti, mas leva em consideração, para efeitos de estatística, a moradia da paciente.
 
O secretário de Saúde de Janaúba, Gilson Urbano, explicou ao JORNAL DA SERRA GERAL que a professora estava com sintomas semelhantes à Dengue e havia sido levada ao hospital desta cidade e, na ocasião o quadro clínico dela melhorou. Porém, a paciente voltou a sentir sintomas e teria sido detectada a febre hemorrágica. A educadora não resistiu e faleceu. Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, o bairro onde a professora morava teria sido, em 2014, um dos que mais apresentaram focos da dengue.
 
Até o dia 15 de dezembro deste ano foram notificados 365 casos de dengue em Janaúba, sendo 90 confirmados. No ano anterior ocorreram 4 casos confirmados para 58 notificados, segundo relatório da secretaria municipal de Saúde. No Estado, este ano, foram confirmados 148.123 casos de dengue em Minas e outros 38.920 entraram como suspeitos.
 
O mais recente boletim epidemiológico divulgado pela SES mostra que neste ano ocorreram 67 mortes por dengue em 39 municípios mineiros, enquanto que em 2014 foram confirmados 51 óbitos em 30 municípios.
 
Yuji prorroga por mais dois anos validade de concurso da prefeitura PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
05 de janeiro de 2016
JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Prorrogado por mais dois anos a validade do último concurso público da prefeitura de Janaúba. O prefeito Yuji Yamada assinou no final do ano passado, o decreto em que alonga por mais dois anos o prazo do concurso realizado em agosto de 2013.
 
No início de janeiro de 2014 o prefeito Yuji teria homologado, ou seja, oficializado o concurso e então foi concedido o prazo de validade por dois anos, e agora prorrogou a validade por mais dois anos, totalizando o prazo de quatro anos previstos no edital do concurso da prefeitura de Janaúba que ofereceu pouco mais de 500 vagas. Mais de 90% dos aprovados já tomaram posse e a expectativa da prefeitura é nomear os demais já em janeiro deste ano (2016).
 
Diante disso, não existe nenhuma previsão da realização de novo concurso na prefeitura janaubense em 2016.
 
Com 18% de sua capacidade, barragem Bico da Pedra ainda tem água para irrigação PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
02 de dezembro de 2015
JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Desde quarta-feira, dia 25 de novembro, da semana passada, o nível de água na barragem do Bico da Pedra não altera. Entre os dias 24 e 25 houve alta de 10 centímetros no volume. No entanto, até o dia 21 novembro houve redução de 40 centímetros na quantidade de água na represa gorutubana que, desde o dia 22, acumula cheia de 30 centímetros. Ou seja, no mês que se passou a diminuição de água foi de 10 centímetros, enquanto normalmente a redução mensal era de mais de meio metro.
 
Conforme o Distrito de Irrigação do Gorutuba (DIG), que monitora o nível de água na represa, nesta semana a quantidade de água na barragem do Bico da Pedra representa 18% da sua capacidade. Em termo de volume isso equivale, segundo o DIG, a 103 milhões de metros cúbicos de água.
 
Quer dizer, a barragem cheia comportaria 572 milhões de metros cúbicos, sendo que quando entrou em funcionamento, início de 1979, tinha capacidade prevista para 703 milhões de metros cúbicos. A diferença pode ser explicada para o fato de assoreamento e com a incidência de areia e terra no lago diminuindo a profundidade e acúmulo de água.
 
AINDA HÁ ÁGUA PARA A IRRIGAÇÃO -- Atualmente com 5 metros a menos em relação ao dia 30 de novembro do ano passado, o volume de água na represa janaubense ainda é suficiente para manter a irrigação de frutas, principalmente banana, nos projetos Gorutuba, em Nova Porteirinha, e Lagoa Grande, em Janaúba.
 
O abastecimento de água para a população também está assegurado, este por mais tempo. Conforme relatório do DIG, de cada três litros de água que teria na barragem um litro ainda pode ser destinado para as áreas de fruticultura.
 
A barragem formada pelo rio Gorutuba se encontra com 18% da sua capacidade. Isso representa 103 milhões de metros cúbicos de água. Pelo menos um terço desse volume, ou seja, 6% do que há, poderá ser destinado para a irrigação. É algo em torno de 34 milhões de metros cúbicos de água. Um metro cúbico corresponde a um mil (1.000) litros.
 
Os outros 12% da capacidade – sendo dois terços do que haveria – ou 68 milhões de metros cúbicos de água que estariam no lago da barragem do Bico da Pedra estariam reservados para o consumo humano.
 
Vale ressaltar que até pouco tempo de cada 10 litros de água retirados da barragem do Bico da Pedra, meio litro era para o consumo dos moradores de Janaúba e de Nova Porteirinha. (Fonte: Rádio Cidade 94,5 FM)
 
BARRAGEM BICO DA PEDRA REDUZ MAIS 10 CM PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
08 de novembro de 2015
Nesta primeira semana de novembro o volume de água na represa do Bico da Pedra reduziu em 10 centímetros, enquanto que em outubro a diminuição foi de 75 centímetros. Numa comparação ao dia 5 de outubrode 2014, nessa quinta-feira o nível de água na barragem gorutubana estava 4,55 metros mais baixo e se encontrava 2,70 metros acima do “volume morto”, situação em que a captação de água será quase que somente para o abastecimento da população. Para a barragem de Janaúba voltar a transportar – a última vez foi em fevereiro de 2007 – será preciso que o nível de água aumente em 15,30 metros. Vale ressaltar que, em média, a redução é de meio metro por mês.
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 14 de 695