Mato Verde
População de Mato Verde pede por mais segurança PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
29 de junho de 2014

MATO VERDE – Cidadãos e autoridades de Mato Verde, aqui na região da Serra Geral de Minas, reivindicaram mais segurança para a cidade e região, que vêm sofrendo com o aumento da violência e da criminalidade. Entre as reivindicações feitas à Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que foi ao município discutir o assunto nessa quarta-feira, dia 25 de junho, estão o aumento do número de policiais e a instalação de uma casa de recuperação para menores infratores na região.

O advogado Jorge Luiz Almeida relatou que Mato Verde tem sido alvo de crimes, assaltos a mão armada, além do aumento do tráfico de drogas. Para ele, as polícias da cidade e da região necessitam de um reforço, não apenas do número de efetivos, como também de equipamentos. Ele também reivindicou que a comarca em Mato Verde, criada há mais de dez anos, seja efetivamente implantada. Na sua avaliação, isso contribuiria para a melhora da segurança na cidade, que passaria a contar com um juiz, um promotor, presídio, e, automaticamente, um maior número de policias militares e civis.

Para o representante da Loja Maçônica Luz, Paz e União de Mato Verde, Arlindo Lopes de Oliveira Júnior, o aumento da violência no município é fruto da migração do crime dos grandes centros para as cidades menores, já que, segundo ele, grande parte das ocorrências registradas em Mato Verde são realizadas por pessoas de outras localidades. Como sugestão para minimizar o problema, Arlindo Lopes disse que a região necessita de um serviço de inteligência e investigação da polícia, bem como uma casa de recuperação para menores. “Se não cuidarmos dos jovens ele serão os bandidos de amanhã”.

O padre Joaquim Aparecido Silva contou que duas igrejas de Mato Verde também foram alvos da violência, o que assustou os moradores do município. Segundo ele, em um intervalo de cerca de dois meses, uma das igrejas foi arrombada por duas vezes e teve seu patrimônio violado. Além do vandalismo, os assaltantes também arrombaram o cofre de doações das igrejas. Na avaliação do padre, pelo tamanho da cidade, o número de ocorrências são altas e uma atitude para combatê-las precisa ser tomada.

Segundo o prefeito de Mato Verde, Generino de Sales Pinto, a principal queixa da população do município com relação ao trabalho realizado pela polícia seria com relação ao seu foco de atuação. De acordo com o prefeito, os cidadãos reclamam que os policiais se preocupam mais com infrações e irregularidades de trânsito do que com a questão da segurança da cidade.

Para o vice-diretor da Escola Estadual Ione Silveira Mendes, Wagner Antunes de Souza, a diminuição da violência não virá apenas dos investimentos na área da segurança pública, mas também em projetos educacionais voltados para as crianças.

 
Generino toma posse em praça pública em Mato Verde PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
12 de janeiro de 2013

MATO VERDE (Elen Valéria de Sá) -- A noite do último dia 1º de janeiro foi marcada com um grande momento político no município com a cerimônia de posse do prefeito Generino Sales Pinto (PMDB) e do seu vice-prefeito, Guilherme Henrique Dias Novato, também do PMDB. Generino, mais conhecido como ‘Gi’ e o jovem Guilherme, o ‘Gui’, foram eleitos no pleito de 7 de outubro de 2012, para o mandato de 2013 a 2016.

Às 19 horas daquele dia foi realizada uma Missa em Ação de Graças, na Igreja Matriz de Santo Antônio com a presença do prefeito, vice-prefeito, vereadores eleitos, seus familiares e convidados. Logo após, a cerimônia de posse foi realizada em palco montado e bem ornamentado na Praça Geraldo Clemente Alves, uma vez que em praça pública, todos os eleitores puderam prestigiar esse marco para o município de Mato Verde. A sessão solene foi presidida pelo vereador Reinaldo de Freitas Neves (PP), mais conhecido como ‘Rena do Povo’.

A praça ficou superlotada de pessoas que foram prestigiar a posse do prefeito Generino. Autoridades, secretários, familiares e amigos estiveram presentes participando do momento democrático com muita satisfação, além da ilustre presença do deputado estadual Carlos Pimenta.

TODOS OS DETALHES NO JORNAL IMPRESSO DESTE FINAL DE SEMANA JÁ NAS BANCAS

 
Janaúba tem mais de 48 mil eleitores PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
13 de maio de 2012

 

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Nas eleições deste ano o município de Janaúba terá mais de 48 mil eleitores aptos a votar. São exatos 48.127 eleitores cadastrados até essa quinta-feira, dia 10, junto à Justiça Eleitoral. Esse número pode mudar diante da conferência entre nova inscrição e transferência de título da e para este município.

O JORNAL DA SERRA GERAL constatou que nos últimos 8 anos o colégio eleitoral de Janaúba aumentou em 12,27%, pois passou de 42.867 eleitores em 2004 para 48.127 neste ano. Numa comparação com a última eleição municipal, em 2008, a quantidade de eleitores em Janaúba teve incremento de 5,95%. Quatro anos atrás existiam 45.425 eleitores neste município.

REGIÃO DA SERRA GERAL -- Nos 16 municípios que compõe a região da Serra Geral de Minas estão cadastrados 213.749 eleitores, segundo apurou o JORNAL DA SERRA GERAL na noite dessa quinta-feira, dia 10 de maio. O eleitorado da Serra Geral é distribuído da seguinte maneira: Janaúba (48.127), Nova Porteirinha (6.234), Jaíba (22.489), Verdelândia (6.364), Catuti (4.298), Capitão Enéas (11.645), Espinosa (25.454), Gameleiras (4.092), Mamonas (5.657), Matias Cardoso (5.992), Mato Verde (10.512), Monte Azul (17.053), Pai Pedro (4.522), Porteirinha (30.264), Riacho dos Machados (7.350) e Serranópolis de Minas (3.696).

 
Motoqueiro é baleado pela PM ao tentar furar blitz PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
22 de novembro de 2011

MATO VERDE -- Um motociclista foi baleado por um policial militar durante uma blitz, neste fim de semana, em Mato Verde. De acordo com a PM, Elton Costa de Souza, de 23 anos, não teria obedecido a uma ordem de parada. A vítima levou um tiro no tórax e está internada em observação.

A Polícia Militar de Janaúba informou que está instaurando inquérito para investigar o caso. O soldado envolvido no episódio está afastado de suas funções e teve a arma recolhida. O resultado deve sair em 30 dias.

Um vídeo, gravado por câmera de loja próximo ao ocorrido está circulando pela internet.

 
Sete pessoas morrem a cada 2 dias na Serra Geral PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
18 de julho de 2011

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – A cada 48 horas são registradas, pelo menos, 7 mortes na região da Serra Geral de Minas. A causa desses óbitos é variável, podendo ser por doenças adquiridas ou em decorrência de acidente e assassinato. De agosto de 2009 a julho do ano passado ocorreram 1.293 mortes em 14 municípios da Serra Geral.

O município de Janaúba é onde há mais incidência de mortes na região da Serra Geral, quase uma morte por dia, enquanto que em Serranópolis de Minas, Gameleiras, Pai Pedro e Catuti são onde menos morre gente, média de dois casos por mês.

Essa constatação é do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com base no Censo 2010, ao qual o JORNAL DA SERRA GERAL teve acesso. O maior número de mortes ocorre na faixa etária de 70 anos ou mais. No período de um ano ocorreram 497 mortes (38,43%) nessa faixa etária, média de quatro óbitos a cada três dias.

Conforme o levantamento do SERRA GERAL, entre agosto de 2009 e julho de 2010 foi registrado 43 óbitos em bebês de até um ano em 14 municípios da região da Serra Geral, onde foi constatada uma morte por semana de crianças e jovens com idade entre 1 e 19 anos: 53 óbitos, enquanto que na faixa etária de 20 a 29 anos foram 81 mortes.

A cada cinco dias registraram-se dois óbitos na faixa etária de 40 a 49 anos, totalizando 155 mortes contra 109 na faixa de 30 a 39 anos. Dos casos de mortes da Serra Geral, 11,36% aconteceram na faixa etária de 50 a 59 anos: 147 óbitos. Entre os sexagenários (60 a 69 anos) ocorreram 208 mortes.

MORTES NA SERRA GERAL -- Com exceção dos municípios de Capitão Enéas e Matias Cardoso que fazem parte da região da Serra Geral de Minas e não constam desse levantamento de óbitos, nos 14 municípios ocorreram 1.293 mortes entre agosto de 2009 e julho de 2010 distribuídas da seguinte forma: Catuti (26 óbitos), Espinosa (154), Gameleiras (23), Jaíba (141), Janaúba (343 mortes), Mamonas (34), Mato Verde (80), Monte Azul (127), Nova Porteirinha (31 óbitos num ano), Pai Pedro (25), Porteirinha (187), Riacho dos Machados (55), Serranópolis de Minas (21) e Verdelândia (46 mortes).

 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 9 de 50