Dia dos Gerais será comemorado em Matias Cardoso PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
17 de novembro de 2008
MATIAS CARDOSO -- O Movimento Catrumano decidiu comemorar neste ano, o Dia do Geraes, em 8 de dezembro, na cidade de Matias Cardoso, marcando assim o reconhecimento do Norte de Minas como primeiro povoamento mineiro.
Durante reunião, semana passada, na Amams (Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene), com a presença de dirigentes do Instituto Histórico de Montes Claros, Departamento de História da Universidade Estadual de Montes Claros, AMAMS e Prefeitura de Montes Claros, foi colocada em discussão uma programação, que inclui a entrega das Medalhas Mathias Cardoso e Maria da Cruz à personalidades responsáveis pelo desenvolvimento da região. Desde 2005 foi criado o Movimento Catrumano, de resgate histórico do Norte de Minas. O antropólogo João Batista Costa Almeida, o Joba, autor da pesquisa que reconhece o Norte de Minas como primeiro povoamento, explica que o dia 8 de dezembro é de Nossa Senhora da Conceição, que é padroeira da Igreja do município de Matias Cardoso e deu nome a mais antiga igreja construída em território mineiro, que é a prova mais robusta de ser a região o primeiro povoamento. “Mariana comemora o Dia de Minas em 16 de junho, que é da Padroeira de Nossa Senhora do Rosário. Nós comemoraremos o Dia do Geraes em 8 de dezembro, que é de Nossa Senhora da Conceição” – salienta.
CATUTI -- O município de Catuti foi pioneiro em instituir o Dia do Geraes, ao aprovar e sancionar o projeto municipal instituindo esta data. Outros municípios estão seguindo o mesmo caminho, como Patis. Montes Claros está em fase de análise jurídica. A Amams e o Movimento Catrumano encaminharam minuta de lei a todos prefeitos, propondo a criação da data. Joba Costa comunicou ainda que criou o Marco Cronológico do Geraes, a partir de 1.500, quando o Brasil foi descoberto, até 2.005, quando surgiu o Movimento Catrumano, onde é salientada a data de povoamento de Mathias Cardoso.
Uma das alternativas discutidas foi fazer viagens a vapor e cavalo, para chegar neste dia a Matias Cardoso, permitindo uma grande festa. Os primeiros entendimentos para a viagem de vapor foram mantidos com a Prefeitura de Pirapora, onde a embarcação sairia de Pirapora e atracaria em Matias Cardoso. O problema é que são necessários seis dias de viagem. Outra opção é a cavalgada, que poderia sair de várias cidades para se concentrar em Matias Cardoso.

 
< Anterior   Próximo >