ArtBanners1



Pedras pra cá, e pedras pra lá! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Administrator   
02 de outubro de 2013

Reforma Agrária na Mata Atlântica, Antena Claro, CEMIG, Saúde, Conflitos no Mundo Árabe, Globalização & Liberdade de Expressão:

 Autor: Dr. Carlos Alberto Araújo Oliveira  CRM(MG) 18.643       

 

Image  Image   Image         

 

Hoje é quinta-feira, 03 de fevereiro de 2011. Os meus colegas que formaram comigo em Medicina na UFMG em 1985, e que acompanham as Cartas Éticas via internet ( Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email ), sabem que escrevo sempre com: Propósitos nobres! E nunca deixo de solicitar junto ao Instituto Estadual de Florestas (IEF) de Janaúba (MG) a liberação das minhas terras, as fazendas Boi Bonito (I, II e III), localizadas no município de Porteirinha, Norte das Minas Gerais, da mesma forma que as fazendas adquiridas pelo INCRA e pelas associações foram liberadas. É que: Pedir pode! Mas desrespeitar a legislação: Não! Não estamos como no Maranhão, onde as grandes empresas desmatam tudo, para plantarem eucalipto. Utilizam o correntão  atrelado em dois tratores. Isto, conforme reportagem exibida pelo Globo Rural num: Domingo destes! Lá, certamente devido ao baixo grau de instrução, eles não escrevem: Cartas! 

         Mas depois do terremoto que a ultima Carta Ética causou no Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email , eu estava temeroso em escrever: Mais uma! Foi a psiquiatra Claudia quem duvidou do: Poder das Cartas Éticas! E o jeito foi fazer o: Teste de São Tomé! O tremor foi tão grande na segunda-feira (31/01/2011) que um dos quadros do meu consultório com o premio por pesquisa científica que ganhei da Associação Paulista de Medicina: Caiu e espatifou-se! A secretaria: Apavorou-se! Aí, peguei o quadro e: Mandei arrumar! Mas só ascendi um pequenino: Palito de fósforo! No: Palheiro! A endocrinologista Cynthia disse que ascendi o meu palito num: Paiol de pólvora! E é isso mesmo que estamos precisando: Uma grande explosão! O pediatra Áureo comentou que ser Médico do Postinho, é estar casado com: Mulher feia! Só depois na separação, descobriu que aquilo era um: Monstro! E a médica Marisa vai largar aquele: Cúbiculo! Vale tudo para transformarmos a realidade do Medico do Postinho, da UniMerd e da Saúde Publica no Brasil: Inteiro! Faço uma pergunta: Quem vai me ajudar? 

Já o valor do piso salarial dos médicos para 2011 divulgado pela FENAM, R$9.188,22 para uma jornada de 20 horas semanais, está no Blog Reinaldo Azevedo (Veja.com)No Congresso, Dilma dá um beiço em 500 UPAS!!! E a oposição deve ficar caladinha, querem apostar? O comentário foi realizado em 02.02.2011 às 22:37. Aqui na Caatinga o SUS é verdadeiramente o: Sistema Único de Saúde para Todos! Um: Sus-TO.

        Mas hoje pela manha (03/02/2011), levei o maior susto quando: Liguei a TV! No Bom Dia Brasil, Renato Machado contava a triste historia de Alberto, filho da Dona Francisca, que foi assassinado dentro de uma loja depois de discutir com um vigia. Isto em: 2008! E Alberto estava sentado em um colchão que ele tinha acabado de comprar. Mesmo depois de ter mostrado a nota, o bate-boca não terminou. O vigia, armado, deu um tiro nele. Fiquei estarrecido mesmo, ao saber que no Brasil, segundo a CNJ, mais de meio milhão de homicídios que foram investigados pela policia ainda não foram levados a julgamento. E com a enorme deficiência que temos de cadeias e de presídios: Onde colocar tantos indivíduos de elevada periculosidade? O jeito mesmo para o cidadão de bem: É não sair de casa!

        No período da tarde, tive que ir na CEMIG  protocolar uma: Carta! E tudo para proteger o meu ponto no: Mundo das Telecomunicações! É que ontem à tarde, o funcionário lá do Sítio, me ligou: Aterrorizado! A Claro S.A está querendo passar por cima do: Poder Judiciário! Aproveitando a lentidão da Justiça, a Claro S.A está  construindo uma extensão de rede de energia do outro lado da estrada,  para abastecer a Antena Claro que foi instalada de forma irregular na minha propriedade  particular privada. Foram graves as agressões ao meio ambiente cometidas pela Claro S.A e danos morais ao proprietário desta propriedade, aqui no caso: Eu! Alguns detalhes já estão na Internet, no Blog Reinaldo Azevedo (Veja.com)Os filhos empresários de Lula, no comentário realizado por um Vidente, no dia 28/12/2010 às 22:42. Também no Blog Reinaldo Azevedo (Veja.com)Lula finalmente confessa: quer mesmo censurar a imprensa, no dia 28.12.010 às 22:22, Anônimo faz mais um: Comentário!

     No Fórum de Belo Horizonte, até o momento, são dois os processos contra a Claro S.A, por irregularidades no “Contrato Claro” (0024.11.007.031-5) e na realização da obra para instalar a tal  Antena Claro (2922309-95.2010.8.13.0024). Todos os processos e recursos estão no site do TJ. WWWTJMG.GOV.BR. Quem quiser que: Veja!

      Deixei por escrito de forma explicita para a CEMIG que eu não autorizo a CEMIG ou qualquer uma de suas empreiteiras a conectarem cabos elétricos do outro lado da estrada em direção à minha propriedade rural privada, com o objetivo de abastecer a: Antena Claro. Se a Claro S.A acha que tem esse direito, ela que obtenha uma autorização judicial no Supremo Tribunal Federal  para realizar tal: Ato!

     Já imaginou se o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em decorrência dos Conflitos no Mundo Árabe, decidir se apoderar das nossas valiosas: Reservas de petróleo do pré-sal? Utilizaria para isso: O Grande Poderio Militar Americano! Mas será que a Dilma: Iria deixar? E para acalmar os ânimos, Barack pagaria ao povo brasileiro uma: Marreca de indenização! Não tenho duvidas que O Caso da Antena Claro no meu Sítio Lagoa dos Patos é: O Mesmo Caso! Com: Pedras pra cá, e pedras pra lá!

   Carta Ética protocolada no Instituto Estadual de Florestas (IEF) de Janaúba (MG) em 04/02/2011 pelo Dr. Carlos Alberto Araújo Oliveira CRM (MG) 18.643.

 
< Anterior   Próximo >
Banners