As leis da Indonésia...As leis no Brasil... PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
03 de maio de 2015

Nos chega a notícia de que mais um brasileiro foi fuzilado na Indonésia por traficar drogas. Muitos me perguntaram o que achava disso. A todos respondi da mesma forma. Claro que não sou a favor de que ninguém seja morto, principalmente fuzilado. Mas, por outro lado, sou a favor, fervorosamente, que as leis sejam cumpridas. Todas. E, lá na Indonésia, o tráfico de drogas é penalizado com a morte. Ou seja, o país não fez nada, além do que cumprir as leis ali impostas.
Muitos brasileiros estão estarrecidos pela morte trágica. Mas esquecem que uma lei foi cumprida. Talvez pelo fato de que aqui, no nosso Brasilzão de meu Deus, não estarem familiarizados com isso. Com o cumprimento de leis.

O referido brasileiro fuzilado na Indonésia, o foi por tentar entrar com seis quilos, isso mesmo, seis quilos de drogas no país. Enquanto aqui no Brasil, todos os dias, e eu disse todos os dias, os noticiários dão conta de prisões de carretas com dezenas, centenas, tonenaladas de drogas. As pessoas são detidas, arrumam um bom advogado e saem, antes mesmo, em alguns casos, da polícia fazer a pesagem oficial do produto apreendido. Então, caríssimos leitores, o errado não é o governo da Indonésia, que faz cumprir suas leis (com muito rigor, até, pode ser). O errado somos nós, brasileiros que não cumprimos as nossas e não penalisamos o errado.

Enquanto lá as leis são rigorosas e severas, aqui as leis são brandas e, invariavelmente, beneficiam os malfeitores.

Eu duvido que algum brasileiro, por mais corajoso ou mais esperto que seja, tente entrar novamente na Indonésia portando drogas. DUVIDO! Ou seja, as leis de lá estão servindo, uma vez que elas e suas penas foram feitas, justamente para pôr medo, impôr respeito e evitar a reinscidência dos atos infracionais. Enquanto aqui, nossas leis não metem medo em ninguém, nos deixando, inclusive, com a sensação de que, no Brasil, o crime, realmente, compensa. Os envolvidos nos constantes escândalos de “Colarinho Branco” que o digam. Roubam milhões, chegam até a devolver algum e respondem os processos em liberdade...

Ah...Se os crimes aqui fossem punidos com fuzilamentos...Não haveriam tantas munições assim...
Leis foram feitas para serem cumpridas!

 
< Anterior   Próximo >