Sindicato Rural cria Comissão gestora de recursos destinados às vítimas da creche PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
26 de outubro de 2017
JANAÚBA (Fernando Lucas) -- Com o intuito de dar transparência e deixar a gestão de suas ações em prol das vítimas da creche Gente Inocente, a cargo de entidades clasistas da cidade, o Sindicato Rural de Janaúba, através de seu presidente José Aparecido Mendes Santos sugeriu a criação de uma Comissão Gestora e solicitou o apoio do Ministério Público Municipal, via promotor Jorge Victor Cunha Barretto da Silva, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Janaúba. Diante disso, uma reunião foi realizada na tarde/noite desta quarta-feira, dia 25, na sede da Promotoria enolvendo representantes dos dois Rotarys, da Maçonaria, Lions Clube, Igreja Católica e Secretaria Municipal de Saúde, bem como dirigentes do próprio Sindicato Rural e do Sicoob Credivag.

 
Naquela oportunidade foi colocado pelo presidente José Aparecido a intenção do Sindicato Rural em realizar, já neste próximo dia 4 de novembro, um leilão beneficente e, posteriormente shows artísticos com cantores de renome nacional, cujo as rendas serão dstinadas às vítimas do trágico incêndio ocorrido em Janaúba no início deste mês. Segundo o dirigente ruralista, já são mais de 80 doadores e cerca de 110 animais destinados à doação. Mas também houveram doações de insumos.

 
Representando as entidades que compõem a Comissão Gestora, estiveram: Pelo Lions Clube de Janaúba, Fernando Lucas; pelos Rotarys Janaúba e Janaúba Sul: Guilherme Eustáquio Vieira e Cristiane Guimarães Viana Dias, respectivamente; Igreja Católica: Padre Manoel Idalmo Damasceno; representando as quatro Lojas Maçônicas da cidade, Luciano Sartori e pela Secretaria de Saúde de Janaúba, a secretária Cecília Moreira de Freitas. Esta Comissão se incubirá, agora de definir as ações para captação, administração e aplicação dos recursos que serão arrecadados para atender às vítimas e suas famílias do trágico acidente incêndio da Creche Gente Inocente.

 
Na reunião decidiu-se ainda, a criação de uma Associação representativa para cuidar dos interesses das vítimas e a abertura de uma conta específica no Sicoob Credigag para receber o dinheiro arrecadado, tanto neste leilão do dia 4, quando nos shows que serão realizados, provavelmente em março do ano que vem, também com renda destinada às vítimas. A destinação dos recursos arrecadados, segundo o promotor Jorge Barreto ficará a cargo desta Comissão Gestora,  salientando que o Ministério Público realizará a fiscalização das contas da entidade a fim de garantir a economicidade e que os recursos sejam efetivamente revertidos para as vítimas.

 
“Todas as prioridades serão definidas pelo Conselho Gestor da associação a ser criada”, disse o promotor.
 
< Anterior   Próximo >