Mamonas é referência na saúde materno-infantil PDF Imprimir E-mail
Escrito por Fernando Lucas   
19 de dezembro de 2007
ImageMAMONAS -- O município de Mamonas colhe, novamente, bons frutos. O trabalho em defesa da vida, sobretudo no que tange à redução dos índices de mortalidade materno-infantil, conferiu ao município o prêmio "Ennio Leão", entregue pelas mãos do secretário de Estado de Saúde, Marcus Pestana, no último dia 4. O prefeito Ailton Neres de Santana, juntamente ao secretário municipal de Saúde, Jeferson Maurício Cardoso, receberam a quantia de R$ 150 mil, como forma de incentivo às ações desenvolvidas. (FOTO).

O prêmio "Ennio Leão" foi criado no ano passado e destina-se aos municípios mais bem sucedidos do Estado na questão da assistência à gestante e às crianças. Na solenidade, apenas quatro municípios foram merecedores do incentivo. Pará de Minas enquadrou-se na categoria de 80 mil habitantes ou mais; Manhumirim, por sua vez, recebeu o prêmio na categoria de 20 mil a 79.999 moradores; Mamonas, que fica na microrregião da Serra Geral de Minas, que empatou com Ipiaçu, pertence à categoria com população inferior a 20 mil.

O prefeito Ailton Neres emocionou-se durante a entrega, e ressaltou o trabalho do governador Aécio Neves em todos as áreas, não somente da saúde. Na entrega do cheque simbólico, ele reforçou a obrigação dos gestores de fazerem o dever de casa. E informa: Com o dinheiro, algumas das novas iniciativas que vamos tomar será a criação da Casa de Apoio à Vida, a capacitação de profissionais não médicos e a ampliação da mobilização social".

Vale ressaltar que Mamonas apresenta, há dois anos consecutivos, mortalidade infantil zero. De 2004 para cá, o aleitamento materno de crianças até seis meses subiu de 50% a 80%. Outro fator de destaque é que 78% das gestantes faz oito ou mais consultas pré-natais.

 
< Anterior   Próximo >