O MELHOR JORNAL DA REGIÃO!

ASSINE (38) 3821-3247 E 9113-0163

O MELHOR JORNAL DA REGIÃO! O MELHOR JORNAL DA REGIÃO!

O MELHOR PARA SEU FILHO (A)

(38) 3821-1089 - Janaúba

O MELHOR PARA SEU FILHO (A) O MELHOR PARA SEU FILHO (A)
Loteamento
joaquimbispo.jpg
PM prende acusado de estuprar professora
02 de dezembro de 2015
NOVA PORTEIRINHA (por Oliveira Júnior) – O cotidiano de uma mulher em transferir os seus conhecimentos para a formação educacional de crianças e jovens foi interrompido de maneira cruel por um homem que atacou a professora quando esta retornava da escola para casa. Essa violência sexual ocorreu no final da tarde de ontem, terça-feira, 1º de dezembro, no município de Nova Porteirinha. O estuprador foi preso pela Polícia Militar.
 
Após mais um dia de serviço em ensinar as crianças do distrito de Vila Nova dos Poções, município de Janaúba, e de outras comunidades, inclusive de Nova Porteirinha, a professora pegou a motocicleta e voltava para casa, numa comunidade em Nova Porteirinha.
 
Porém, nas imediações da comunidade de Paraguaçu, município de Nova Porteirinha, a educadora teve o seu percurso interceptado por um homem – segundo a polícia, tem residência no distrito de Vila Nova dos Poções – que numa atitude agressiva imobilizou a mulher, sendo esta arrastada para o mato onde consumiu a violência física e sexual.
 
O tarado estuprou a professora e depois fugiu. Ferida e em estado de choque diante do ato violento, a educadora ficou em prantos na estrada. Ela conseguiu ajuda de outras pessoas que providenciaram o encaminhamento da profissional da educação ao pronto socorro do Hospital Regional de Janaúba onde foi submetida a exames que, segundo a polícia, indicaram vestígios de violência sexual.
 
Tão logo o fato chegou ao conhecimento do 51º Batalhão da Polícia Militar de Janaúba houve a intensificação dos trabalhos de apoio à unidade da PM de Nova Porteirinha em identificar e localizar o autor dessa violência sexual. Em pouco tempo, os militares prenderam o homem acusado desse estupro.
 
Revoltados, moradores das comunidades e amigos da professora foram à casa do suspeito do estupro com a pretensão de danificar os móveis e o imóvel, porém foram contidos pela polícia. O acusado da violência sexual contra a professora foi preso pelos militares e levado para o quartel da Polícia Militar de Nova Porteirinha onde foi efetuado o boletim de ocorrência, enquanto dezenas de pessoas aglomeraram ao redor da unidade policial e clamavam por justiça. O acusado foi levado para o presídio de Janaúba
 
Mato Verde e Catuti adotam rodízio para garantir abastecimento de água
12 de outubro de 2015
CATUTI -- Minas Gerais está sofrendo com a combinação de falta de chuva, calor e o aumento no consumo de água. Nesta semana, pelo menos mais quatro municípios atendidos pela Copasa adotaram sistema de rodízio no abastecimento. Segundo a Companhia, Mato Verde e Catuti, na região da Serra Geral de Minas, são duas delas e estão sendo abastecidas com restrições.
 
Em alguns bairros de Mato Verde e no distrito de São João do Bonito os registros serão fechados durante a maior parte do dia. Já em Catuti, a região que dá saída para a cidade de Mato Verde também ficará sem água.
 
Editorial
04 de outubro de 2015
Chega. Basta. Não podemos aceitar mais a bandidagem tomando conta de nossas cidades. Não podemos nos calar e nem nos omitir diante da perda repentina e absurda de cidadãos de bem em decorrência da IMPUNIDADE que reina neste país. Como foi esta semana em Janaúba, onde um bandido, com uma ficha criminal interminável, velho conhecido dos meios policiais, que deixa o presídio por pura falta de rigor de nossas leis e, em menos de uma semana na rua, aniquila a vida de um cidadão de bem, em plena segunda-feira, 10 horas da manhã em seu local de trabalho. É inconcebível que, principalmente a classe política, quem de direito pode mudar este caótico cenário, não faça nada.
 
Já passou da hora. Não podemos nos acostumar, acomodar e achar natural fatos como o que aconteceu nesta segunda-feira em Janaúba. E, também não adianta agora -- que me desculpem os nobres vereadores -- a Câmara resolver fazer reunião para tratar do assunto. Vejo isso como oportunismo. A situação é recorrente, então, acredito que os nobres Edis deveriam estar atentos permanentemente. E não aproveitar da comoção social em torno do assunto.
 
O JORNAL DA SERRA GERAL está prestes a completar 17 anos de existência e, se quiserem aprofundar em nossos arquivos -- está a disposição de quem queira -- verão que durante todo este tempo se fala na construção de um centro de acautelamento para menores em conflito com a lei. Esta sim seria uma iniciativa louvável de nossa classe política se apoderar e fazer acontecer. O presídio de Janaúba está superlotado -- já noticiamos aqui mesmo neste jornal e nada fazem para reverter (aqui abro um parágrafo para destacar as ações da sociedade civil organizada. Esta sim se mobiliza em causas nobres para o município). Porém, alguns políticos esperam que fatos lamentáveis como este aconteçam para se manifestar.
 
Vamos sim, minha gente, procurar meios de mudar os rumos desta onda de criminalidade, mas vamos fazer com coerência e objetividade. Com ações práticas e não como demagogia. Deixemos as vaidades de lado e lutemos para que isso mude.
 
O suspeito de ter praticado tal atrocidade contra o comerciante janaubense já teria sido condenado em outubro de 2013, um ano depois, a mesma Justiça que acatou a sua prisão, ordenou a sua soltura e lhe concedeu liberdade condicional.
 
Ou seja, em decorrência da fragilidade da nossa justiça, dos presídios superlotados e das brechas no Código Penal, ele não ficou detido nem por uma semana. No banco de dados do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), constam dois processos abertos no nome deste principal suspeito de ter matado o comerciante. Ele havia sido preso no dia 24 deste mês, acusado de roubos, crimes contra o patrimônio e o assassinato se deu no dia 28.
 
Analisem: Se um bandido está preso sob a tutela do Estado/União e é solto sob esta mesma tutela (leis do Estado/União), acreditamos ser responsabilidade do Estado/União seus atos perante a sociedade. Ou seja, o Estado/União é responsável pelos atos criminosos desses bandidos livres sob sua chancela. Com a palavra nossos capacitados juristas janaubenses. Vamos começar a responsabilizá-los por isso, acredito que, assim, em pouco tempo mudam essas caóticas leis brasileiras, onde impera a impunidade e que não metem medo em ninguém.
Ah...E vamos aprender a votar também!
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>